Brasil

Com greve de caminhoneiros, ABPA registra 64 milhões de aves mortas e prejuízo internacional

Em nota divulgada à impressa neste domingo (27), a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) afirmou que 64 milhões de aves já morreram e mais um bilhão e 20 milhões de suínos estão recebendo alimentação insuficiente.

Com as rações presas devido a greve dos caminhoneiros, a associação ainda diz que existe risco de canibalização entre os animais. A previsão é de que muitos ainda sejam sacrificados em cumprimento às recomendações da Organização Mundial de Saúde Animal e das normas sanitárias vigentes no Brasil. Milhões de suínos também estão ameaçados.

Até este último domingo, a ABPA teria registrado 167 plantas frigoríficas de aves e suínos paradas e mais de 234 mil trabalhadores estariam com atividades suspensas. O prejuízo ainda teria saído do âmbito nacional, e, aproximadamente, 100 mil toneladas de carne de aves e de suínos deixaram de ser exportadas na última semana. O impacto na balança comercial já é estimado em 350 milhões de dólares.

Mesmo que a greve chegue ao fim, a regularização do abastecimento de alimentos para a população poderá levar até dois meses de acordo com a associação.

 

Fonte: Varela Notícias

Tags
Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close