EducaçãoFeira de Santana

Jornada Pedagógica na FTC discute novas metodologias e avaliação

Professores de todas as áreas do conhecimento e um tema único: Os movimentos artísticos e literários que marcaram o Brasil e o mundo ao longo da história. O resultado não poderia ser melhor para a Aula Invertida proposta pela professora Letícia Nuñé, do Núcleo de Qualidade da Rede FTC, durante oficina realizada na unidade de Feira de Santana, dentro da programação da Jornada Pedagógica.

“Na aula invertida o professor é o mediador para que o próprio aluno desenvolva suas competências no processo de construção do conhecimento”, explicou Letícia Suñé, que acredita que a formação profissional passa, necessariamente, pelas Metodologias Ativas. E o resultado foi satisfatório, na avaliação dos participantes. “Temos que inovar e a aula invertida é um dos caminhos”, disse a professora Guísala Mamona.

Foram sete oficinas ao todo, com temáticas variadas, mas direcionadas ao tema central da jornada – A educação no século XXI. Desde a construção do momento da aprendizagem à avaliação e das competências, passando pela aula invertida, planejamento integrado, e os projetos interdisciplinares, mais os relatos de boas práticas. O evento começou no dia 24 e prosseguirá até o dia 3 de agosto.

Além das oficinas, os professores e coordenadores de curso assistiram palestras com os professores Paulo Jardel Araújo, que em momentos distintos falou sobre Construção de Competências e Planejamento Integrado, e Neilton da Silva, que abriu oficialmente a programação, falando da Aprendizagem na Graduação e defendendo a ideia de que “a docência tem que ser contextualizada, sempre”.

Para a professora Morgana Mascarenhas, coordenadora do curso de Nutrição, a capacitação do docente é importante nesse processo de inovação de postura em sala de aula, aliada à renovação de conteúdos. Já Helle Nice Terrível, que coordena o colegiado de Educação Física, entende que o profissional de educação tem que abandonar de vez a estrutura rígida das aulas tradicionais, de forma a “quebrar resistências, trabalhar temas da realidade dos alunos e promover aulas prazerosas”, conforme pontuou.

Na avaliação da diretora adjunta da FTC Feira de Santana, Marcly Amorim Pizzani, a Jornada Pedagógica é um momento indispensável para reafirmar o compromisso da Instituição com as Metodologias Ativas, bem como integrar o quadro docente. A assessora pedagógica e coordenadora do evento, Celi Mendes Rios, avaliou positivamente a primeira semana de atividades, lembrando que a partir desta segunda-feira (30) haverá capacitação de novos docentes e reuniões dos colegiados.

Sobre a Rede FTC

A FTC é uma rede com mais de 18 anos de experiência educacional voltada para formação de profissionais colaborativos, inovadores, empreendedores, e conscientes do seu papel social. Além das unidades em Salvador (Paralela e Comércio), a Rede também atua em diversas cidades do Brasil, como Feira de Santana, Vitória da Conquista, Itabuna, Jequié, Juazeiro (BA), São Paulo (SP) e Petrolina (PE), com mais de 30 cursos de graduação em todas as áreas de conhecimento e mais de 25 mil alunos. O portfólio educacional da Rede FTC ainda comporta o Centro de Idiomas THINK, com seis unidades em cidades na Bahia e em Pernambuco, e o Sistema de Ensino Plural, adotado em diversas escolas do país.

Fonte: Maria Madalena de Jesus

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close