BahiaEconomia

Vendas do varejo na Bahia em junho crescem 1,4% em comparação a maio

Porém, na comparação com o mesmo período de 2017, houve queda de -1%, abaixo da média nacional que é de 1,5%

As vendas do varejo baiano tiveram crescimento de 1,4% em junho no comparativo com o mês de maio. O porcentual representa a quarta maior alta no país, abaixo apenas dos estados de Mato Grosso do Sul (2,8%), Maranhão (1,6%) e Paraíba (1,6%).

Porém, na comparação com o mesmo período de 2017, houve queda de -1%, abaixo da média nacional que é de 1,5%. Já no acumulado do ano, o estado teve queda de -0,5% desde janeiro de 2015. A média do acumulado do ano em todo país é de crescimento de 2,9%.

Dos oito setores do varejo baiano, seis apresentaram crescimento no mês de junho. Os campeões foram artigos de uso pessoal e doméstico (18,8%); artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (18,1%); os equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação tiveram crescimento (15,9%); móveis e eletrodomésticos apresentaram crescimento de (13%); livros, jornais, revistas e papelaria (2,4%) e, por fim, os hipermercados e supermercados (1,9%).

O setor com maior queda foi o de combustíveis e lubrificantes (-21,6%), com resultado negativo pelo décimo mês consecutivo. A área de tecidos, vestuário e calçados teve 9,7% de recuo. O setor registra seu terceiro recuo consecutivo e acumula retração de 5,0%.

Comentarios
Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Metrópole. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Fonte: Tayane Rodrigues

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close