Esportes

Sul-Americana: Atlético-PR empata com Junior Barranquilla pelo primeiro jogo da final

O Atlético-PR visitou o Junior Barranquilla no Estádio Metropolitano Roberto Meléndez e empatou por 1 a 1, nesta quarta-feira, pelo confronto de ida da final da Copa Sul-Americana.

Depois de um primeiro tempo em que os mandantes pressionaram, os visitantes conseguiriam segurar o adversário e ainda abriram o placar aos 4min da etapa final. Pablo recebeu bom passe de Nikão, invadiu a área e tirou do goleiro Viera.

A festa dos paranaenses durou pouco. Dois minutos depois, Yony González aproveitou uma bola viva dentro da área e mandou para o fundo da rede.

A situação poderia ter ficado ainda pior para os visitantes, quando Rony derrubou Gutierrez na área e o árbitro marcou a penalidade no lance, aos 26min. Pérez foi para a cobrança e soltou uma pancada no travessão.

O duelo de volta ocorrerá na próxima quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), na Arena da Baixada. Como o gol fora de casa não é um critério de desempate, uma nova igualdade levará a decisão para a prorrogação e, se necessário, para os pênaltis.

O jogo

A equipe colombiana, empurrada pelo torcedor, mostrou seu cartão de visitas logo no primeiro minuto, com Díaz arriscando o chute de fora da área para defesa segura de Santos. Narváez também tentou o tiro de longe, aos quatro minutos, mas isolou a bola. O jogo começou truncado, com o time visitante sem conseguir evoluir com sua conhecida troca de passes.

A primeira descida rubro-negra aconteceu aos 12 minutos, com Lucho cruzando na medida para Pablo desviar nas mãos do goleiro Vieira. A resposta veio aos 18 minutos, com levantamento para Yony González, que dividiu com Thiago Heleno e mandou pela linha de fundo. Aos 25 minutos, após cruzamento rasteiro na área atleticana, a bola passou por todo mundo, e Yony González, de frente para o gol, não conseguiu o domínio.

O Junior cresceu de produção. Aos 30min, Barreara fez a jogada, a bola sobrou nos pés de Luis Dias, que girou o corpo e acertou um belo chute, por cima da meta, com perigo. Para evitar mais sufoco, o Atlético buscava ficar com a posse de bola, esperando por algum espaço para atacar. Gutiérrez aproveitou cochilo de Renan Lodi, aos 42 minutos, cruzou fechado e acertou a rede pelo lado de fora.

Para a etapa final, nenhuma modificação nas duas equipes. E o time brasileiro assustou logo no primeiro ataque, em cobrança de escanteio na qual Léo Pereira subiu para completar para fora, com muito perigo. Aos quatro minutos, Nikão avançou em velocidade e serviu Pablo, que invadiu a área e tocou para a rede para abrir o placar. O Atlético comemorava quando, aos sete minutos, após bate-rebate na área, a bola sobrou para Yony González deixar tudo igual.

Com dores, Pablo deu lugar a Rony. A disputa seguia grande no meio de campo, com muita disposição, mas pouca criação. Aos 20 minutos, Lucho cobrou falta, Léo Pereira tentou o desvio e a defesa adversária na afastou o perigo. Aos 24 minutos, houve reclamação dos brasileiros, depois que Thiago Heleno foi travado dentro da área e caiu. Na sequência, teve confusão na área atleticana, bola tirada em cima da linha, até que Rony derrubou Gutierrez e o árbitro anotou o pênalti. Na cobrança, Pérez acertou o travessão.

O técnico Tiago Nunes, já pensando na volta, colocou o volante Wellington no lugar do meia Raphael Veiga. Aos 34min, Rony recebeu bom lançamento, e Vieira deixou a meta para interceptar. Aos 38 minutos, Bruno Guimarães recebeu de Nikão, limpou a marcação, mas ficou sem a bola no momento do arremate.

Piedrahita teve a chance de cabecear com liberdade, aos 44 minutos, mas mandou para fora a oportunidade da virada. No último lance da partida, Santos saltou para fazer uma bela defesa em conclusão de fora da área de Barrera.

Fonte: ESPN

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close