BahiaTurismo

Com 3,7 milhões de turistas até março, Salvador tem Verão mais cheio da década

No ano passado, a cidade alcançou a marca recorde de mais de 9,3 milhões de visitantes de janeiro a dezembro - cerca de 5% a mais que 2017.

Para além dos versos cantados em hits como “enche o copo e deixa a birita bater” e “o nome dela é Jennifer”, outra frase que nada tem a ver com música, mas tem sido recorrente nos diálogos soteropolitanos, é: “Salvador tá cheia, né, véi?!”. Não é só o calorão de rachar característico do Verão que está ‘fervilhando’ em Salvador. Até fevereiro, 2,7 milhões de turistas devem chegar a Salvador – 3,7 milhões até março.

O alto fluxo de visitantes na cidade movimenta mais de 50 setores da economia, trazendo turistas para as ruas, movimentando o comércio e lotando hotéis. “Este é o verão da década”, postou o prefeito ACM Neto, no Instagram.

A estimativa de turistas até o mês que vem, feita pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), é a maior dos últimos oito anos. Para se ter uma ideia, é cerca de 20% maior do que o fluxo registrado de dezembro de 2011 a fevereiro de 2012: 2,2 milhões de pessoas.

Investir e apostar no turismo da cidade, explica o titular da Secult, Cláudio Tinoco, é muito importante para a economia local. Para ele, a cidade é um centro de vocação para o turismo.

Segundo Tinoco, a cidade vem se preparando há muito tempo para atingir esse pico de visitação. E a ideia é não se limitar apenas ao Verão: ele citou iniciativas como a construção do Centro de Convenções e a reforma do aeroporto como importantes para que Salvador se mantenha como um destino ao longo do ano.

No ano passado, a cidade alcançou a marca recorde de mais de 9,3 milhões de visitantes de janeiro a dezembro – cerca de 5% a mais que 2017. O número foi maior do que em 2014, quando Salvador foi uma das sedes da Copa do Mundo.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close