Justiça

Justiça do Trabalho determina bloqueio de R$ 800 milhões da Vale

A Justiça do Trabalho autorizou nesta segunda-feira (28) o bloqueio de R$ 800 milhões da mineradora Vale. A empresa é responsável pela barragem na mina de Córrego do Feijão, na cidade de Brumadinho, onde aconteceu a tragédia na última sexta-feira (25).

A decisão veio após um pedido do Ministério Público do Trabalho de Minas Gerais (MPT-MG). Com mais essa determinação, chega a R$ 11,8 bilhões o valor bloqueado nas contas da Vale pela Justiça.

O MPT-MG afirmou que a quantia será utilizada para pagar direitos trabalhistas, garantindo indenização a todas as vítimas, empregados diretos e terceirizados afetados pelo rompimento da barragem. A decisão também obriga a mineradora a continuar pagando salários de colaboradores que desapareceram na tragédia. A decisão deve ser mantida até a constatação de vida ou morte do trabalhador.

Outra custo com que a Vale deverá arcar, segundo a decisão, é a de funeral e o translado de corpo até o sepultamento de todos os trabalhadores que morreram com o incidente. Desde o rompimento da barreira, na tarde de sexta, essa é a terceira decisão de bloqueio de bens da mineradora.

As equipes entraram no quarto dia de trabalho de buscas nesta segunda (28), agora com o reforço de militares de Israel. São 136 militares auxiliando 270 brasileiros de órgãos diferentes que estão trabalhando no resgate dos corpos.

Segundo dados das autoridades de Minas Gerais, até agora 60 mortes foram confirmadas, com 19 corpos já identificados, 292 desaparecidos, 192 resgatados e 382 localizados.

Reportagem, Raphael Costa

 

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close