EducaçãoFeira de Santana

Professores têm formação sobre o desperdício da água

Estimular entre os estudantes e comunidade escolar uma conscientização para além do desperdício da água da torneira. Esta foi a principal mensagem para os educadores da Rede Municipal de Educação durante a capacitação do Prêmio ArcelorMittal de Meio Ambiente, PAMMA 2019. A formação, oferecida pela Belgo Bekaert Arames, foi realizada na sede da empresa, no bairro Tomba, na manhã de quinta-feira, 16.

Durante o encontro, os professores assistiram a uma palestra e receberam as orientações para elaboração dos projetos de suas escolas. Cada um deles – uma escola inscreve até quatro ideias – pode contar com a integração de até quatro professores de diferentes disciplinas, turmas e/ou séries. Nesta edição, o tema do PAMMA é “Meio ambiente e ciência: água – economizar para não faltar”.

Cada projeto inscrito pode ter o envolvimento de, no máximo, 80 alunos; as equipes podem ser formadas por turmas inteiras ou por um grupo específico menor. As escolas que apresentarem seus pré-projetos até o próximo dia 4 de junho recebem da Belgo um “kit ciência” para apoiar o desenvolvimento das atividades – o que não impede as demais unidades de ensino de continuarem a tocar sua iniciativa. Os pré-projetos podem ser enviados ao e-mail [email protected]

Os projetos finais devem ser enviados ao mesmo endereço eletrônico até 6 de junho. Eles serão avaliados na etapa local até o dia 4 de outubro; a premiação desta fase ocorre em novembro.

Eduardo Cohim, professor do Departamento de Tecnologia e do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil e Engenharia Ambiental (PPGECEA), da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), ministrou palestra no evento. Ele buscou estimular ideias e reflexões acerca do desperdício da água e sugerir possibilidades para os trabalhos dos estudantes.

“A água é um recurso com o qual estamos tendo problemas quantitativos e qualitativos, então precisamos de mudanças de atitudes. Um exemplo: desperdiçar alimento também significa desperdiçar água por que ela é um recurso utilizado na produção do primeiro. Reduzir a quantidade de alimentos produzidos para evitar o desperdício de ambos é necessário. É preciso um equilíbrio”, pontuou o professor.

Analista de projetos da Fundação ArcelorMittal, Catarina Lutero, celebrou a adesão de um grande número de escolas ao PAMMA deste ano – 37 unidades de ensino se inscreveram. “Estamos muito felizes, pois essa é uma mensagem importantíssima, que precisa ser discutida. Para se ter ideia, são necessários 5 mil litros de água para a produção de 1 kg de queijo. Queremos que essas crianças cresçam sabendo a importância da água na manutenção de nossas vidas”, enfatizou.

O prêmio é desenvolvido pela Belgo Bekaert Arames em colaboração com a Fundação ArcelorMittal e com a Secretaria Municipal de Educação. Seu objetivo é promover a conscientização ambiental e contribuir para que as novas gerações atinjam sua maturidade melhor preparadas para preservar e valorizar o meio ambiente.

Neste ano, ele está diretamente vinculado a dois dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU): assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos (objetivo de nº 6) e conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável (objetivo de nº 14).

Fonte: Secom Feira de Santana

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close