Feira de SantanaSaúde

Feira de Santana afetada por desabastecimento nacional de vacinas e soro antirrábico

Por meio de nota informativa, a Secretaria Municipal de Saúde de Feira de Santana foi comunicada pelo Ministério da Saúde sobre o desabastecimento de imunobiológicos de rotina: as vacinas pentavalente, DPT, DPTa e o soro antirrábico humano.

De acordo com a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Francisca Lúcia Oliveira, a medida é a nível nacional e não possui previsão para retomada do abastecimento.

“O Ministério está tentando regularizar a situação e isso depende de alguns laboratórios para reduzir impactos no abastecimento de insumos do país”, afirma a coordenadora.

Sobre as vacinas

As vacinas fazem parte do calendário de rotina de algumas crianças. A pentavalente previne contra difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e doenças causadas por Haemophilus influenzae tipo b. Ela é aplicada em três doses, nos seis primeiros meses de vida do bebê.

A DTP também combate tétano, difteria e coqueluche. Porém, diferente da pentavalente, a vacinação dela é de reforço, feitas apenas em duas doses: uma aos 15 meses e outra entre quatro a seis anos de idade.

Já a vacina DPTa é voltada para gestantes e também protege contra tétano, difteria e coqueluche.

O soro antirrábico humano é uma vacina utilizada em casos de mordedura e lambedura de cães e gatos, para proteger o humano contra a raiva.

 

Fonte: Secom Feira de Santana

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close