BahiaMeio-Ambiente

Bahia tem situação de emergência decretada em mais 15 cidades

Manchas de óleo estão presentes nas principais cidades do litoral baiano

O governador da Bahia em exercício, João Leão, assinou na tarde desta terça-feira (29) o Decreto Estadual de Emergência para liberação de recursos para mais 15 municípios do estado que foram atingidos por manchas de óleo no litoral.

As cidades que agora também fazem parte do decreto são Belmonte, Cairu, Camamu, Canavieiras, Igrapiúna, Ilhéus, Itacaré, Itaparica, Ituberá, Maraú, Nilo Peçanha, Taperoá, Una, Uruçuca e Valença.

No dia 14 de outubro, Camaçari, Conde, Entre Rios, Esplanada, Jandaíra e Lauro de Freitas já tinham recebido a liberação dos recursos.

Segundo a assessoria do governo, com o decreto fica autorizada a mobilização de todos os órgãos estaduais, no âmbito das suas competências, nas ações de resposta ao desastre, reabilitação e reconstrução dos cenários.

Nesta terça, os municípios de Belmonte, no sul da Bahia, e Taperoá, no baixo sul baiano, foram afetados pelas manchas de óleo. Com esses registros, subiu para 24 o número de cidades baianas atingidas pelas manchas.

Também nesta terça, surgiu uma preocupação com o Parque Nacional de Abrolhos, que abriga maior biodiversidade marinha do Atlântico Sul. Voluntários, moradores e membros de uma associação revelam que a manchas de óleo se aproximam de Abrolhos, mas ainda não foi registrado óleo no Parque Nacional.

As manchas de óleo começaram a chegar no estado em 3 de outubro, quase um mês após o início do problema no país. O estado foi o último a receber a substância.

Mais de 300 praias já foram afetadas pelo óleo em todo o Nordeste. Na Bahia, são ao menos 75 localidades.

As cidades afetadas no estado são Belmonte, Taperoá, Valença, Nilo Peçanha, Jaguaripe, Salvador, Conde, Mata de São João, Vera Cruz, Una, Ituberá, Uruçuca, Canavieiras, Igrapiúna, Itacaré, Entre Rios, Ilhéus, Cairu, Maraú, Itaparica, Lauro de Freitas, Camaçari, Esplanada e Jandaíra.

 

Fonte: G1

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close