Feira de Santana

Implantação da Central de Libras é destacada no Seminário pelo Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

O evento, que contou com o apoio do Governo do prefeito Colbert Martins Filho, aconteceu no auditório da OAB. 

O desafio do município de Feira de Santana para a implantação da Central de Libras foi destacado pelo chefe de Gabinete da Secretaria de Desenvolvimento Social, Pedro Américo, durante o Seminário “O Protagonismo das Pessoas com Deficiência”, alusivo ao Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, nesta terça-feira, 03. O evento, que contou com o apoio do Governo do prefeito Colbert Martins Filho, aconteceu no auditório da OAB. 

A data foi instituída pela ONU (Organização das Nações Unidas) em 1992, com objetivo de conscientizar a sociedade para a igualdade de oportunidades a todos os cidadãos; promover os direitos humanos e celebrar as conquistas das pessoas com deficiência nos mais variados aspectos da vida e informar a população sobre todos os assuntos relacionados deficiência, seja física ou mental. O evento foi uma iniciativa do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência.

“O prefeito Colbert Martins Filho e o secretário [de Desenvolvimento Social] Pablo Roberto, juntamente com toda nossa equipe da Sedeso, tem um desafio de implantar em Feira de Santana a Central de Libras, que será um espaço de acolhimento e de formação nessa perspectiva”, salientou Pedro Américo.

Ele também ressalta que o Governo Municipal vem priorizando a inclusão de pessoas com deficiência através de outras medidas. “No processo seletivo realizado pela Sedeso também abrimos vagas para a contratação de intérpretes de Libras, visando melhorar o atendimento as pessoas com deficiência auditiva. Através do programa Qualifica Feira, pessoas que deficiência também podem participar de cursos de qualificação profissional promovidos pela Prefeitura”, elencou. 

Um dos assuntos discutidos no Seminário foi o Projeto de Lei 6159/2019, do Governo Federal, que altera, entre outras coisas, as medidas de inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. O projeto, que está em tramitação em regime de urgência na Câmara dos Deputados, é considerado prejudicial a toda política de inclusão das pessoas com deficiência no mercado de trabalho.

De acordo com a presidente do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência, Maria Gorette Cerqueira. “Muitos não têm a oportunidade de ter um nível de escolaridade suficiente para ingressar no mercado de trabalho através de um concurso público. Essa é a luta nossa para que as pessoas com deficiência se empoderem de seus direitos, estudem para entrarem na inclusão no mercado de trabalho pela porta da frente, como pessoas humanas que são responsáveis e com potencialidade para estarem ocupando um espaço dentro de qualquer empresa”, disse Maria Gorette.

O Seminário foi encerrado com uma palestra proferida pelo advogado José Henrique Martins, com o tema “Conhecendo os Direitos da Pessoa com Deficiência”.

O evento também contou as presenças de: Dr. Vinícius Lira(OAB/Feira), Drª Nelma Cássia Silva Sandes Galvão(UFRB), Ângela Pérsico (presidente do Conselho Municipal de Assistência Social), Prof.ª Rosimeire da Silva Oliveira(chefe da Divisão de Ensino Especial da Secretaria Municipal de Educação), Hamilton Figueiredo Teles(presidente da Cromossomos 21), Marcelo Mendes de Oliveira(Instituto PEPO), Maria de Lourdes Santana (presidente do Conselho Municipal de Comunidades Negras), Drª Meire Portugal(presidente da APAE), entre outros.

Reprodução Secom Feira

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Close
Close