Esportes

Bahia perde para o Corinthians e aumenta para 8 o número de jogos sem vencer

Tricolor desperdiça oportunidade de gols e apresenta falhas na defesa.

A Neo Química Arena foi palco do jogo dos desesperados, Bahia e Corinthians fizeram um confronto de “seis pontos” e com senso de urgência as duas equipes partiram para o ataque e fizeram uma primeira etapa animada, com três gols. Dois a favor do Corinthians e apenas um para o Bahia, que mesmo tendo mais chances, não soube aproveitar.

Na segunda etapa, o Corinthians retornou melhor e conseguiu abrir o placar com um gol polêmico, em que o Bahia reclamou de falta. Mas vale ressaltar que o Tricolor continua sofrendo com as bolas aéreas e o técnico Mano Menezes terá muito trabalho para arrumar a defesa do Bahia.

Apesar de o Tricolor apresentar uma pequena melhora coletiva, os erros defensivos (alguns individuais) sacramentaram a derrota para o remendado time do Corinthians.

PRIMEIRO TEMPO

O Bahia chegou com perigo logo no primeiro minuto de jogo, Élber recebeu bom passe na grande área e bateu de primeira. Cássio defendeu sem dificuldades.

Devolvendo na mesma moeda, o Corinthians chegou com muito perigo, aos 3′, com Otero. O camisa 11 puxou para a esquerda e bateu colocado. A bola passou muito perto do gol de Douglas, que estava bem no lance.

Aos 16′, após cobrança de escanteio rasteira, Otero pegou de primeira, a bola desviou em Gilberto e matou Douglas. Bahia estava melhor em campo, mesmo assim 1 a 0 para o Corinthians.

Correndo atrás do prejuízo, o Bahia partiu para cima e, aos 23′, Gilberto dominou, driblou o marcador e bateu firme de esquerda. Danilo Avelar, embaixo da trave, conseguiu tirar um gol certo do Tricolor.

Aos 27′, após bom cruzamento de Otero, Araos cabeceou bem, tirando do Douglas, mas a bola passou tirando tinta da trave.

Aos 33′, o Corinthians ampliou o placar com Roni. O volante da base recebeu passe na entrada da área, dominou e bateu forte de direita, sem chances para Douglas.

Para diminuir a frustração de quem criou mais, mas tomou dois gols, o Bahia diminuiu com Nino Paraíba, aos 35′. Num chute forte, de fora da área, ele chutou no canto e Cássio não teve chances.

Tentando empatar ainda na primeira etapa, Gilberto recebeu cruzamento, aos 37′, e cabeceou com muito perigo, Cássio já estava batido no lance.

Aos 44′, Juninho Capixaba fez boa tabela e recebeu na entrada da área. O lateral chutou colocado, no canto de Cássio, que fez belíssima ponte para mandar a bola para escanteio e manter o Corinthians na frente do placar.

SEGUNDO TEMPO

Aos 15′, Fagner bateu o escanteio aberto, e Gil chegou com tudo, livre de marcação, para cabecear no fundo da rede e fazer 3 a 1 para o Corinthians. Novo comandante e velhos hábitos do Bahia, que continua sofrendo com as bolas aéreas.

Tentando diminuir, o Bahia chegou com Élber, aos 21′, que avançou e bateu forte de direita. Cássio se esticou todo e fez boa defesa.

O zagueiro Gil, aos 25′, perdeu um gol incrível debaixo da trave. Sorte do Bahia, que é o dono da defesa mais vazada da Série A.

Aos 43′, Saldanha diminuiu para o Bahia. Após desviu de Gregore num escanteio, o atacante apareceu sozinho na segunda trave para cabecear e marcar para o Esquadrão.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS X BAHIA

Local: Neo Química Arena, em São Paulo (SP)
Data: 16 de setembro de 2020, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (FIFA-RJ)
Assistentes: Daniel do Espírito Santo Parro (RJ) e Thiago Rosa de Oliveira (RJ)
VAR: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)
Cartões amarelos: Fagner (COR), Araos (COR), Xavier (COR), Ronaldo (BAH), Nino (BAH)
Gols: Otero (COR), Roni (COR), Gil (COR), Nino Paraíba (BAH), Saldanha (BAH)

CORINTHIANS:

Cássio, Fagner, Gil, Danilo Avelar e Lucas Piton; Roni (Gustavo Mosquito), Araos (Ramiro), Vital (Sidcley) e Otero; Everaldo (Léo Natel) e Gustavo Mosquito.
Técnico: Dyego Coelho

BAHIA:

Douglas Friedrich; Nino Paraíba, Ernando, Wanderson e Juninho Capixaba; Ronaldo (Rossi), Gregore, Rodriguinho (Marco Antônio) e Jadson (Daniel); Élber (Clayson) e Gilberto (Saldanha).
Técnico: Mano Menezes

 

Fonte: Galáticos

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close