BrasilCiência

Passagem de meteoro na costa do Nordeste é flagrada por câmeras

Segundo o astrônomo Marcelo Zurita, membro da Bramon e presidente da Associação Paraibana de Astronomia (APA), o meteoro entrou na atmosfera às 18h59 (horário de Brasília) sobre o Oceano Atlântico

A passagem de um meteoro no céu do Nordeste brasileiro foi registrada por câmeras da Rede Brasileira de Observação de Meteoros (Bramon) e do Clima ao Vivo, na noite do sábado (22), em João Pessoa. As imagens foram divulgadas nesta segunda-feira (24) e mostram a rápida passagem do meteoro no céu visto a partir do bairro de Brisamar. 

Segundo o astrônomo Marcelo Zurita, membro da Bramon e presidente da Associação Paraibana de Astronomia (APA), o meteoro entrou na atmosfera às 18h59 (horário de Brasília) sobre o Oceano Atlântico, a 99,2 km de altitude e cerca de 110 km da costa leste do Rio Grande do Norte. Em um período de cinco segundos e velocidade média de 64,6 mil km/h ele percorreu uma distância de 89,7 km, desaparecendo a cerca de 36,3 km de altitude, ainda sobre o oceano, e a 53 km de Natal.

“Temos um grupo aqui na Paraíba que pratica astrofotografia (fotos noturnas de astros celestes). Um dos membros alertou que acabara de ver uma bola de fogo esverdeada a nordeste, por volta das 19h. Então eu conferi nas minhas câmeras e havia o registro na câmera ‘allsky’, que monitora todo o céu”, explica Zurita.

A partir deste registro, com o horário certo da passagem do meteoro, o astrônomo entrou em contato com o Clima ao Vivo para localizar imagens do fenômeno em outras câmeras da rede. Além da câmera “allsky” de Zurita, o registro foi feito ainda em outra câmera dele, instalada por meio de uma parceria entre a Bramon e o Câmera ao Vivo, e também em câmeras instaladas em Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará.

Baseado na luminosidade e na velocidade do meteoro, a Bramon calcula que a rocha espacial que gerou o fenômeno tinha entre 20 e 60 kg de massa, dos quais cerca de 5 kg podem ter resistido à passagem e gerado meteoritos que caíram no mar.

Fonte G1

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detected

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios