BahiaSaúde

Casos de dengue caem em 4,6% na Bahia; zika e chikungunya crescem

Na capital, os números vão na contramão e são menores que os do ano passado. Nos casos de zika e chikungunya, a queda foi de mais da metade.

O número de casos de dengue caiu na Bahia em 4,6%, em comparação com 2021. No total, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) registrou, de 1º de janeiro a 19 de abril deste ano, 12.924 casos: 624 a menos que no último ano, quando 13.548 ocorrências foram contabilizadas.

Já os casos de zika e chikungunya, que também são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, tiveram crescimento. Confira:

Arboviroses na Bahia

Doença 2021 2022
Chikungunya 7.270 8.532 casos
Zika 371 casos 506 casos

Fonte: Sesab

 

A Secretaria da Saúde de Itabuna, no sul baiano, emitiu alerta vermelho referente ao aumento do número de casos das três doenças. Por lá, foram notificados 440 casos de pessoas com sintomas das doenças, até o dia 8 de abril.

Esse número é o dobro do registrado no mesmo período do ano passado, quando 154 casos foram contabilizados.

Em Vitória da Conquista, no sudoeste, o aumento de chikungunya, por exemplo, chegou a 80% e 56 casos foram registrados. Esse número é referente aos meses de janeiro a abril, também comparados com 2021.

Já os casos de dengue e zika tiveram um aumento menor: 46%. Ao todo, a cidade registra 50 casos de dengue e apenas 1 de zika. Outras 393 pessoas aguardam resultados de exames.

Nos registros de dengue, o município de Juazeiro também teve aumento. Até abril de 2021 foram 4 casos confirmados, quando no mesmo período deste ano foram 27 casos.

Fonte G1/Bahia

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detected

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios